Dos eleitores de Lula, 17,3% migrariam para Haddad, mostra pesquisa…

Sem o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na corrida presidencial, a pesquisa do instituto MDA, em parceria com a Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgada nesta segunda-feira, 20, indica que o candidato à vice na chapa do petista, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), seria quem mais herdaria seus votos. De acordo com a pesquisa, dos 37,3% que citaram o ex-presidente Lula na pesquisa estimulada, 17,3% migrariam seus votos para Haddad.

Em seguida, Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PSL) e Geraldo Alckmin (PSDB) seriam os principais beneficiados, nesta ordem.

Entre os eleitores de Lula, 11,9% disseram que transfeririam seus votos para Marina; 9,6% para Ciro; 6,2% para Bolsonaro; e 3,7% para Alckmin. Os demais candidatos não chegaram a 1%.

Entre os eleitores de Lula, considerando um cenário sem o petista, 31% disseram que votariam branco ou nulo e 16,6% estão indecisos.

A pesquisa divulgada nesta segunda-feira não realizou um cenário de intenção de voto sem o ex-presidente Lula. O petista cresceu e, na pesquisa estimulada, segue na liderança, com 37,3% das intenções de voto; seguido por Bolsonaro (18,8%); Marina (5,6%), Alckmin (4,9%); e Ciro (4,1%).

Segundo turno

Num eventual segundo turno, Lula também lidera em todos os cenários no qual aparece. Sem ele, há empate técnico nas seis simulações realizadas, envolvendo os nomes de Jair Bolsonaro, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Ciro Gomes.

Esta edição da pesquisa da CNT/MDA está registrada no Tribunal Superior Eleitora (TSE) sob o número BR-09086/2018. A consulta, realizada entre os dias 15 e 18 de agosto, entrevistou 2.002 pessoas em 137 municípios das cinco regiões. A pesquisa possui margem de erro de 2,2 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*